ULTRASSONOGRAFIA

O exame de ultrassonografia com objetivo diagnóstico iniciou na década de 1950 e é baseado em vibrações sonoras, não audíveis pelo homem.

É um método de diagnóstico:
– sem restrições ou contraindicações;
– não-invasivo ou minimamente invasivo;
– não apresenta efeitos colaterais significativos ao paciente;
– não utiliza radiação ionizante.

A ultrassonografia é possível de ser realizada em 2D, 3D e 4D, e ainda o modo EcoDoppler par avaliar todas as partes do corpo humano, sendo muito útil para avaliação dos órgãos abdominais, mamas e aparelho ginecológico, próstata, região cervical, partes moles  e aparelho musculo-esquelético. Muito utilizado também para avaliação vascular através do método Doppler.

Aliada ao Doppler Colorido, a ultrassonografia propicia a obtenção de informações sobre os órgãos e seu respectivo fluxo sanguíneo, permitindo a investigação detalhada e não invasiva da hemodinâmica corporal.